sexta-feira, outubro 09, 2009

Carta à Emília Moiane sobre o Diário de Campanha da T.V.M

Cara Emília Moiane.

Tenho a conhecido como uma das raras jornalistas com talento incomparável. Por isso não tenho esperado que nalgum dia esse talento tenha de ir água abaixo.

Assim, decidi escrever respeitosamente hoje para lhe pedir algum esclarecimento público.

Na verdade, havia decidido ficar em não escrever nada durante o período de campanha para ter o tempo suficiente para ler o que tanto se escreve na blogosfera acerca da eleições e da campanha eleitoral.
Mas algo me leva a não resistir para escrever algo: o Diário de Campanha da T.V.M no qual tem sido uma cara sonante, e que as vezes por exagero chamo “ O Diário de Campanha da Emília Moiane”
A questão é simples: Porquê é que sempre se dá primazia ao candidato FRELIMO no Diário de campanha da T.V.M? Sempre que inicia o noticiário sobre a campanha, começa-se pelo Armando Guebuza ou a FRELIMO. Qual é a lógica por trás disso?
Eu achava justo que ordem fosse, pelo menos, pela forma como estão posicionados os candidatos nos boletins de voto: Daviz Simango, Armando Guebuza e Afonso Dhlakama.

A Emília Moiane pode ter as suas razões que eu ignore até agora. Mas se tivesse singelamente que nos explicar para entendermos seria também uma nobre manisfestação de “patriotismo”.

Espero que essa carta chegue até si e que compreenda com sinceridade a necessidade de uma resposta às questões que levantei

Um abraço.

5 comentários:

Reflectindo disse...

Faco minha a tua pergunta e acrescento: ou porque não fazer alternâncias? Dá muito trabalho?

Leovigildo Novidades Juliasse disse...

Execelente pergunta. Na verdade, a continuar assim, ficamos definitivamente claros sobre alguma falta de profissionalismo da Emilia Moiane

Ximbitane disse...

Juliasse, nao me faça rir. Você conhece a resposta. Noa se canse com nada, meu amigo. Ainda lhe restam duvidas quanto a essa estratégia? A Emilia talvez nem tem culpa!!!

Leovigildo Novidades Juliasse disse...

Hum, até que dá mesmo para rir. Talvez sim eu já possa ter a resposta. Por isso que preferiria não comentar sobre essa cobertura da T.V.M. Mas pela forma como as coisas andam parece-me que chegaram ao pico. Não há sequer aquele esforço ou habilidade mínima para tentar enganar os incautos, sem que eles se apercebam disso. Agora a questão é mostrar claramente e que isso doa a quem doer. A mim me doeu, me doe e roe-me o coração. Mas nada mais posso fazer, mesmo sabendo que a nossa Emília poderá não ter o tempo suficiente para dar uma passeata pelos blogues e ver o que as pessoas dizem. Deve estar mesmo ocupada com a censura, contabilizar 5 minutos para o partido no poder e uns 2min e 3segundos para os famigerados restantes partidos.
Concordo consigo que ela possa não ter culpa.
Contudo, o navio já está no Alto-Mar a cair aos pedaços. Tentar salvar as sequelas com canoas é perca de tempo.

Custódio Duma disse...

Brada...a Emilia chegou a responder-te esta pergunta???